Rio Branco-AC -


PALAVRAS DO PÁROCO


     Caros irmãos e irmãs em Cristo, que a graça do Crucificado-Ressuscitado vos seja derramada copiosamente.
     Nesse mês de maio muitos serão os motivos de nossa alegria e de riquezas espirituais. Um dos motivos que nos alegra profundamente é a festa do nosso padroeiro, São Peregrino. É dele que gostaria dirigir algumas palavrinhas.
     São Peregrino já faz parte da nossa vida, é como um membro da nossa família. De fato quem de nós não tem em nossas casas algo que nos lembre deste santo? Isso é bom e nos faz lembrar sempre de quanto Deus nos ama.
     Temos o costume de recorrer a São Peregrino para alçarmos as graças Divinas nos momentos difíceis da nossa vida ou da vida de um nosso irmão, isso é bom, mas há algo que gostaria de recordar. Nós não devemos esquecer de outro ponto importante da vida de São Peregrino: a sua conversão e a sua consagração total a Jesus.
     Os testemunhos escritos deixados pelos antigos frades Servos de Maria que conheceram São Peregrino e conviveram com ele, mostram que ele era um jovem como todos da sua época, envolvido com os problemas políticos do seu tempo e buscava meios para solucioná-los.
     As políticas anti-papal levaram o jovem Peregrino a se afastar da Igreja e até mesmo de Cristo, mas o Deus de infinita bondade quis que através do perdão e da atitude pacífica de um santo homem, São Filipe Benizi, este jovem fosse resgatado e guiado de volta a Deus. Desse encontro, Peregrino começou a sua caminhada de conversão e consagração a Jesus Cristo.
     O novo homem, “Peregrino convertido”, distinguiu a sua vida pelo amor aos pobres e enfermos, uma vida de oração e penitência, tornando-se modelo para cada irmão e irmã que recorrem a ele pedindo a sua intercessão.
     Para nós, hoje, São Peregrino é sempre atual, posto que tenha vivido há 745 anos. Sua vida é profética e mostra que atualmente todos nós podemos ser um “peregrino do Absoluto”, amantes dos bens eternos e, amantes dos pobres e sofredores.
     Sua conversão e sua confiança total em Deus, que o fizeram se arrastar até o Crucificado e pedir a cura da sua chaga, nos estimula a vivermos hoje uma vida de santidade e é uma resposta de Jesus, a qual nos dá à certeza de que não estamos abandonados a mercê do infinito e das cruzes de nossa história.
     Assim pedimos que São Peregrino interceda junto de Deus por cada um de nós.
     Boa Festa de São Peregrino, nosso padroeiro.

Frei Antônio Eugenio Chemim